A mania dos provérbios

Diz, Digo, Disse.

Há quem me pergunte porque tiro tanto curso de tanta coisa. Ora, porque em cada aula aprendo algo e conheço alguém. Isso faz-me feliz.

Este livro foi mencionado numa dessas minhas incursões na revisão de texto. Publicado pela Casa das Letras, é da autoria de José Pedro Machado, Deus abençoe a sua paciência. Tenho-o na minha mesa de cabeceira e, de vez em quando, dou-lhe um olho. Logo, logo, o outro quer lhe ser dado também. «O Grande Livro dos Provérbios» é enorme!

Apesar de crer ser um must have na casa de qualquer amante da Língua Portuguesa, sei custar um pouco demasiado para as carteiras de alguns. Porém, não diria que pudesse valer menos. Sempre mais. É uma colectânea e pêras!

Para que me acredites, segue-se uma lista de alguns dos provérbios que me regalaram.

  1. A boda dos pobres decifra-se em vozes. [pág.21]

  2. Antes a feia de barriga…

View original post 223 more words

Advertisements